Mês: abril 2015

Mozart em Homenagem ao Grande Músico Campista Aluízio Fiúza

A Orquestrando a Vida realiza na noite desta quinta feira, dia 30 de Maio, às 19:30 em sua sede uma grande homenagem ao músico Aluízio Fiúza, trompetista conhecido de Campos e região que por dezenas de anos contribuiu para a cultura musical de nossa cidade,distribuindo seu conhecimento a centenas de músicos e participando das variadas manifestações artísticas de Campos e região.

Aluízio era professor da Orquestrando a Vida e do Centro Cultura Musical de Campos, participava como músico da Orquestra Mariuccia Iacovino, da extinta Orquestra Municipal de Campos, Banda Sinfônica Hermes Cunha e de diversas formações musicais. Contribuía para as nossas bandas centenárias de forma significativa. Participou como organizador do FEMUSICA, Festival de Música de Inverno de Campos, onde se tornou mais conhecido. Esteve presente em palco nos grandes teatros do mundo e do Brasil: Nova York, Portugal, Teatros Municipal do Rio de Janeiro, Sala Cecília Meireles, Palladiun (BH) entre outros.

A Orquestrando a Vida, dará o nome da sua principal sala de ensaios ao mestre Aluízio Fiúza,onde oferecerá a todos os presentes um concerto com Coro Juvenil e Orquestra de Câmara, que apresentará a Missa KV 220 de Mozart.

“A música sempre tem sido um meio de expressão de sentimentos e emoções, permitindo a humanidade se encontrar com toda a espiritualidade e crenças, transformando suas palavras em cantos que passam a formar parte de tradições e culturas. Esta é a forma de homenagearmos ao nosso querido mestre Aluízio Fiúza.” (Hodyllon Martins)

Mozart, um dos maiores e mais emblemáticos compositores da música erudita, também dedicou muito do seu trabalho à criação de música para o serviço religioso. Além das grandes obras que Mozart escreveu como seu “Requiem”, a Missa de Coroação e a Missa em Dó menor, escreveu muitas Missas Breves. Esta noite apreciaremos a Missa dos Pardais, conhecida desta maneira porque no Sanctus, um dos movimentos, os violinos fazem uma “apogiatura”, lembrando o canto desse pássaro.

A Orquestra e o Coro Juvenil da Orquestrando a Vida, junto com os solistas: Danielle Bragazzi (Soprano), Ávila Pereira (Mezzo), Juan Gorrin (Tenor), Daniel Soren (Barítono-Baixo), com a direção do maestro Luis Maurício Carneiro, darão vida a uma obra escrita por Mozart aos 19 anos em 1775, a Missa Brevis em Dó Maior KV 220.
A entrada será franca.

Inauguração da Sala Aluízio Fiúza e Encerramento do SEMUSC

Na quinta-feira, dia 30 de Abril, às 19h vamos homenagear a memória do nosso querido amigo e professor com a inauguração da Sala Aluízio Fiúza. Convidamos a todos para este dia tão importante para nós, quando teremos apresentação da Orquestra Mariuccia Iacovino e do Coro Juvenil Orquestrando a Vida.

 

No final-de-semana passado concluímos as atividades do SEMUSC, veja as imagens no blog de alguns destaques do seminário: Masterclass de Carla Rincón, Concerto de Edgardo Caraballo, Concerto de Música Venezuelana e Concerto de Abertura com a primeira apresentação de nossa Orquestra de Câmara.

SEMUSC Recebe Destaque na Mídia Campista

Após o belo concerto de abertura, o primeiro Seminário de Música Clássica continua com força total, com a apresentação de sucesso do flautista venezuelano Edgardo Caraballo. Amanhã haverá ainda apresentação de canto lírico às 17:30 na sede na ONG. Confira as matérias nos principais jornais da cidade destacando as atividades to seminário. Estão todos convidados para as próximas apresentações!

Seminário Internacional é Inaugurado por Concerto de Música Barroca

[title size=”1″ content_align=”left” style_type=”” sep_color=”” class=”” id=””][/title][three_fifth last=”no” spacing=”yes” background_color=”” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” background_position=”left top” border_size=”0px” border_color=”” border_style=”” padding=”” class=”” id=””][slider width=”100%” height=”100%” class=”” id=””][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0680.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0734.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0762.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0768.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0826.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0736.jpg[/slide][slide type=”image” link=”” linktarget=”_self” lightbox=”yes”]http://orquestrandoavida.com.br/wp-content/uploads/DSC_0845.jpg[/slide][/slider][/three_fifth][two_fifth last=”yes” spacing=”yes” background_color=”” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” background_position=”left top” border_size=”0px” border_color=”” border_style=”” padding=”” class=”” id=””][fusion_text]Já está em andamento o primeiro SEMUSC: Seminário de Música Clássica, com a presença de professores internacionais em Campos. O concerto de abertura ocorreu na Igreja de São Francisco na sexta-feira, 17 de Abril com dupla estreia: A Orquestra de Câmara se apresentou pela primeira vez e foi aberta a série Circuito Histórico, composta de apresentações em locais históricos da cidade de Campos dos Goytacazes. Acompanhe por este blog as novas apresentações da série, incluindo um tour histórico do local meia hora antes da apresentação.[/fusion_text][/two_fifth][fusion_text]O destaque do seminário é a presença dos convidados internacionais Edgardo Caraballo, Carla Rincón, Jun Gorrín e Francisco Perez, além da atuação do Maestro Luiz Mauricio Carneiro e de Keeyth Vianna, Danielle Bragazzi e Daniel Soren.

Ainda dentro do seminário, teremos os eventos listados abaixo abertos ao público geral, todos em nossa sede e com a participação do maestro Luiz Mauricio Carneiro.

Dia Horário Programa Solistas
22/4 Quarta 17:30 Flauta e Piano Edgardo Caraballo
23/4 Quinta 17:30 Canto e Piano Danielle Bragazzi e Daniel Soren
24/4 Sexta 17:30 Música Venezuelana Juan Gorrín, Edgardo Caraballo

[/fusion_text][title size=”2″ content_align=”left” style_type=”single” sep_color=”” class=”” id=””]Currículos[/title][accordian class=”” id=””][toggle title=”Carla Rincón, violino” open=”yes”]arla Rincón nasceu em Caracas, vive no Rio de Janeiro e tem seu passaporte carimbado por escalas artísticas em Nova Iorque, Berlim, Berna e Pretória, dentre outras cidades. Transitar por diferentes espaços e sotaques é uma propriedade dessa violinista que fez da música seu idioma, exercitado em apresentações como solista, recitalista e camerista.

Sua formação teve início no famoso Sistema Nacional de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela. Única musicista de uma família de sete irmãos, Carla encontrou nesse Sistema o meio ideal para o aperfeiçoamento de seu talento ao violino e também o acesso para tocar como solista com as mais importantes orquestras daquele país, como a Simón Bolívar, com a qual também excursionou pela América do Sul, Ásia e Europa, sob a regência de renomados maestros.

Premiada com uma bolsa integral do Conselho Nacional de Cultura da Venezuela e da North Carolina School of the Arts, graduou-se nos EUA, tendo sido aluna e assistente de Kevin Lawrence. Participou de master classes com Margaret Pardee, Yossi Zivoni, Thomas Moore, Stoika Milanova, Leon Aras, Albert Markov, Maurice Hasson, Aaron Rosan, Dimitri Siskovesky, Quarteto Emerson, Julliard e Mendelsshon, Trio Heroica, Miryan Fried e Ilya Kaler. Em 2001 venceu o concurso Solo Competition da faculdade e se apresentou como solista acompanhada pela North Carolina School Orchestra.

Concluiu seu Mestrado na Universidade de Hartford sob orientação de Katie Lansdale. Participou de concertos como convidada da Chamber Music Faculty Society (NCSA), do Chamber Music Festival (NCSA), do Roanoke Island Arts Festival e do Killington Music Festival, no qual estudou com o Quarteto Emerson.
Essas experiências serviram de inspiração para seu trabalho com música de câmara, que vem sendo desenvolvido no Quarteto Radamés Gnattali e no Duo Imago Mundi.

Como primeiro violino do Quarteto, Carla se apresentou na Europa, África e America do Norte, além de ter percorrido o Brasil, de leste a oeste e de Norte a Sul. No Brasil, participa dos principais festivais como Villa-Lobos, Beethoven e Bienal de Música Contemporânea e ganhou o premio Carlos Gomes 2010.

Atualmente se dedica a gravação inédita no Brasil e Sul-America da obra para quarteto de cordas de Villa-Lobos em Blu-Ray, assina a condenação pedagógica dos concertos didáticos do quarteto Radamés e do projeto social Mata Virgem em Xerém,  no projeto Bem me quer Paquetá atua como professora, implantando junto à comunidade o mesmo sistema musical que propiciou sua aproximação à atividade sinfônica na Venezuela.
Para essa nova geração de pessoas e artistas, Carla Rincón, que regeu corais quando criança, exemplifica com cada passo de sua trajetória o feliz encontro da música com a vida.[/toggle][toggle title=”Edgardo Caraballo, flauta” open=”no”]Iniciou os seus estudos musicais sob a tutela do mestre flautista cumanés Elvis Villarruel no núcleo de Cumana, o Sistema Nacional de Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela, onde também recebeu aulas de teoria musical, coral, entre outros.

Iniciou seus estudos com flauta transversa aos 9 anos, tendo grande nível de desempenho como solista de orquestra. Ele pertencia à Criança e Orquestra de Jovens de Cumana, aos 11 anos de idade. Participou em várias orquestras regionais e estaduais.

Aos 14 anos, entra na cadeira de flauta do Conservatório de Música Simon Bolivar, sob a tutela de José Garcia Guerrero, aperfeiçoando ainda mais o seu conhecimento musical e instrumental.

Aos 14 anos, entra na cadeira de flauta do Conservatório de Música Simon Bolivar, sob a tutela de José Garcia Guerrero, aperfeiçoando ainda mais o seu conhecimento musical e instrumental.

Executa recentemente a parte final de seus estudos musicais na Universidade Centroccidental “Lisandro Alvarado”, indo mais a fundo em seu desenvolvimento como um músico integrante e profissional.

Ele já participou de vários festivais Winds Madeira e flauta nacionais, onde ele teve a sorte de ter participado de master classes ministrados por Phillipe Bernold, Peter Lukas Graff, Michael Hazen, Davide Formisano e professores nacionais como: Raymond Pineda, Enver Cuervo, José Antonio Naranjo, Luis Julio Toro.

Ele participou em 2007 no Festival Internacional de Campus do Jordão, em São Paulo, Brasil, tendo aulas com distinto professor Pierre Yves Artaud, e tocando flauta 2º lugar nas fileiras da orquestra do festival.

No mês de outubro 2005 entra nas fileiras da Orquestra Nacional da Juventude de Caracas e em 2007, ele entrou para a Orquestra Sinfônica Simón Bolívar da Venezuela, onde ele serve como a segunda flauta e piccolista até hoje. Com este último, ele teve a oportunidade de ser dirigido por professores como Sun Kuang, Christoph Penderecki, Fruhber Rafael Burgos, Gustavo Dudamel, Christian Vasquez, Diego Matheuz, Alfredo Rugeles, Pablo Castellanos, entre outros. Ele já percorreu vários países como Suíça, Itália, Argentina, Uruguai, Colômbia e Brasil, com a orquestra dos manuais diferentes diretores.

Ele continua a desenvolver a sua carreira como professor e realizador de tarefas em SYSTEM núcleos a nível nacional, promovendo, assim, a formação de jovens promessas da flauta e colaborando com a Fundação em resgatar valores musicais existentes em nosso país.[/toggle][toggle title=”Juan Gorrín, regência coral” open=”no”]Maestro Juan Gorrín, jovem cantor e Diretor da Coral Meninos Cantores da Venezuela e Diretor Adjunto da Coral Nacional Juvenil Simón Bolívar pertencente ao Sistema Nacional de Orquestras e Corais Infantis e Juvenis do mesmo país.
Realizou estudos de direção com Gerald Wirth, Diretor dos Meninos Cantores de Viena, Helmuth Rilling da Academia Bach da Alemanha, Robert Göstl Diretor da Coral Juvenil Alemã, Elisenda Carrasco, Diretora coral do Palau da Musica de Barcelona, Lourdes Sanchez Diretora do Sistema Nacional de Coros da Venezuela e Cesar Alejandro Carrillo Diretor Coral, compositor e arranjador venezuelano.

Como Diretor da Coral Nacional Juvenil Simón Bolívar apresentou-se  em importantes salas como o Lincoln Center de N. York, o Kennedy Center en Washington, Alte Oper de Frankfurt, Teatro Eliecer Gaitan em Bogotá e Mozarteum de Salzburgo.

Como parte do seu trabalho acadêmico, realiza visitas como instrutor em workshops de Direçao Coral, projetos Sinfonico-corais,  organização de Festivais e pensum académico no seu paísÉ director fundador da Coral Infantil da Universidade Católica Andrés Bello onde fez estudos de comunicação social. Em 2010 foi convidado a oferecer um workshop no programa 100×35 do Conservatório de Musica de Porto Rico.
Como cantor participou em importantes agregações corais na Venezuela e foi vencedor de diversos Festivais. Foi membro da Coral Mundial de Jovens com a qual realizou tournes internacionais dentre as quais vale a pena ressaltar o Opening dos Jogos Olímpicos de Beijing 2008 e o Concerto do Premio Nobel da Paz em Noruega 2011.
[/toggle][toggle title=”Keeyth Vianna, violino” open=”no”]Keeyth Vianna é Bacharel em violino pela UNIRIO, onde estudou sob a orientação do Pr. Dr. Paulo Bosísio e Pós-Graduada em Arte, Educação e Saúde pela Universidade Cândido Mendes. Atualmente, cursa o Mestrado em Ensino das Práticas Musicais na Universidade Federal do Rio de Janeiro –UNIRIO .
Membro da Orquestra Sinfônica Nacional – UFF, atuou em várias orquestras como Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal-RJ,  Cia Brasileira de Ópera, Orquestra Petrobrás Sinfônica , Orquestra Filarmônica de Petrópolis, Orquestra Jovem Brasileira, Orquestra Sinfônica de Jovens do Mercosul, Orquestra Sinfônica Iberoamericana, Orquestra Jovem Latinoamericana além de ter participado de diversos Festivais no Brasil e no exterior, como o Festival Junger Kunstler Bayreuth na Alemanha, FEMUSC, Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga em Juiz de Fora, Festival de Petrópolis, Festival Internacional de Música de Campos -RJ, dentre outros.

Atua como professora de violino na ONG Orquestrando a Vida em Campos dos Goytacazes e integrou o corpo docente do Centro Cultural Musical de Campos como professora do curso Técnico de violino em 2013 e 2014.
Participou da gravação do DVD do Padre Reginaldo Manzotti, DVD Kleber Lucas, DVD Andréa Fontes, CD Monobloco, CD Toni Platao, CD Paula Fernandes, CD Lulu Santos, CD Ministério Toque no Altar, CD Bruna Karla, dentre outros artistas. Junto com a Caravana Tim fez shows com Leoni, Isabella Taviani, Luiza Possi, Paulinho Mosca, Leo Gandelman e Pedro Mariano. Participou também de diversos shows com Roupa Nova – Acústico, Daniel Boa Ventura, além de tocar na Orquestra do Show “Roberto Carlos 50 anos” no Maracanã e integrar o quarteto do The Voice Brasil 2012, 2013 e 2014 e do programa Superstar 2014 da Rede Globo.
[/toggle][toggle title=”Luís Maurício Carneiro, regência orquestral” open=”no”]Natural de Campos dos Goytacazes-RJ, é bacharel em Piano pelo Conservatório Brasileiro de Música – RJ, na classe da profa. Edna Solon Frantz, aperfeiçoou os estudos em violino com Édson Queiroz de Andrade e regência com Maestro Ricardo Rocha(Brasil), Mario Benzecry (Argentina) e Guillermo Scarabino(Argentina).

Em 1997, integrou a Orquestra Sinfônica Ibero-Americana por ocasião da “VII Cumbre Iberoamericana de Jefes de Estado y Gobierno”, participando de diversos concertos na Venezuela, retornando a este país novamente em Fevereiro/1998, com a finalidade de se aprofundar na implantação e desenvolvimento do “Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela”, bem como, suas bases filosóficas, pedagógicas e práticas.

Atualmente, divide suas atividades profissionais como diretor artístico e pedagógico das orquestras ligadas à Academia de Orquestras e Coros Sinfônicos da ONG Orquestrando a Vida de Campos-RJ, primeiro núcleo brasileiro representante do “Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela”, regendo a Orquestra Sinfônica Profa.Mariuccia Iacovino, com a qual esteve se apresentando em teatros como: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Salon Dorado/Teatro Colon(Argentina), Sala Cecília Meireles, Via Funchal(SP), VivoRio(RJ), Carneggie Rall (EUA), Uma turnê em 2013 por várias cidades de Portugal (Amarantes, Azeitão,Coimbra, Palácio “Casa de mateus”, Figueira da Foz, Concervatório Nacional de Lisboa, Teatro São Carlos – Lisboa), dentre outras. Dirigi artisticamente os Festivais de Música de Inverno em Campos.RJ e a Camerata Petrobrás – Bacia de Campos – RJ[/toggle][toggle title=”Danielle Bragazzi, canto” open=”no”]Iniciou seus estudos de canto com o baixo-barítono João Carlos Dittert e frequentou as classes dos sopranos Therezinha Schiavo e Cilene Fadigas, na Escola de Música da UFRJ.
Estreou como solista de ópera em O Empresário (Mozart) como Madame Hertz, pela Cia. Experimental de Ópera.
Pela Cia. Lírica do Rio de Janeiro representou Mimì na Ópera La Bohème (Puccini), Violleta, em La Traviata (Verdi), Cio-Cio San, em Madama Butterfly (Puccini), Odabella, em Attila (Verdi), Marguerite em Faust (Gounod) e Giorgetta em Il Tabarro (Puccini).
Foi pesquisadora musical pela UFRJ e possui formação em Teatro.[/toggle][toggle title=”Daniel Soren, canto” open=”no”]Diretor e fundador da Cia Lirica, estudou nos EUA com Marianne Sandborg. No Brasil freqüentou a classe do soprano Leila Guimarães e, na Alemanha, aperfeiçoou sua técnica com Walter Donati. Atualmente estuda com o tenor Eduardo Alvares.

Cantou papéis como Dandini, em La Cenerentola  (Rossini), Conde de Fricandò em As Damas Trocadas (Marcos Portugal), Leporello em Don Giovanni (Mozart), Buff, em O Empresário (Mozart), Simone em Gianni  Schicchi (Puccini). Pela Cia. Lírica, deu vida aos personagens Marcello, em La Bohème (Puccini), Escamillo, em Carmen (Bizet), Sharpless, em Madama Butterfly (Puccini), Méphistophélès em Faust (Gounod), Michelle em Il Tabarro (Puccini) e o personagem título, em Attila (Verdi). Integrou o elenco do espetáculo Microscópera Carioca e Farfarello em O Amor por Três Laranjas de S. Prokofiev no Theatro  Municipal do Rio de Janeiro com a Orquestra Petrobras Sinfônica sob a regência de Isaac Karabtchevsky. Interpretou ainda Casalicchio na ópera O Ouro não Compra o Amor (Marcos Portugal) pela OSB Ópera e Repertório, também no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em produções do Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi Mr. Flint em Billy Budd (Britten) em 2013 sob a regência de Isaac Karabtchevsky e direção cênica de Marcelo Lombardero e em 2014 Zio Bonzo em Madama Butterfly também sob a regência de Isaac Karabtchevsky e com direção Cênica de Carla Camurati.[/toggle][toggle title=”Fran Perez, trompete” open=”no”]Francisco Perez Souto iniciou o seus estudos de trompete na Academia da Orquestra Filarmônica Real de Galicia. Formado pelo Conservatorio Superior de Música de A Coruña ampliou seus estudos na Alemanha no Staatliche Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Stuttgart.

Francisco Perez Souto atuou em grandes orquestras e festivais europeus como International Festival Summer- Academy Collegium Musicum Schloss Pommersfelden (Alemanhã), Festival Junger Künstler Bayreuth (Alemanhã), Junge Orchester Akademie der Region Franken, Orquesta de Galicia, Orquesta de Castilla e León, Orquesta Ciudad de Granada, Orquesta Nacional de Moldavia, Orquestra Sinfónica Brasileira, etc..[/toggle][/accordian]

Música se Espalha pelas Escolas de Campos

Uma surpresa espera os alunos das escolas públicas de Campos: por alguns minutos os conteúdos usuais das aulas têm sido substituídos por música. Conjuntos instrumentais e vocais da Orquestrando a Vida estão, de sala em sala, oferendo contato de perto com a música, preparando para os concerto sinfônicos que serão apresentados nas próprias escolas.

Para acompanhar, conheça a nova página do projeto, que será atualizada com fotos, videos e calendário de apresentações ao longo do ano.

Este projeto faz parte dos preparativos da Orquestrando a Vida!

Nova Série: Circuito Histórico de Concertos

Nesta Sexta-Feira, 17 de Abril, a Orquestrando a Vida dará início à série Circuito Histórico de Concertos, que irá levar a música erudita a locais de grande importância histórica para a cidade de Campos dos Goytacazes. Além da música e da beleza arquitetônica, o visitante terá informações sobre o local da apresentação e da sua importância para a cidade em diferentes épocas. Após este primeiro concerto na Igreja São Francisco, já estão confirmadas apresentações na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, no Liceu de Humanidades de Campos e na Villa Maria.

Este concerto será, ainda, a estreia da Orquestra de Câmara da Orquestrando a Vida. Não percam!

Novo Professor Internacional se Junta à Equipe

A família Orquestrando a Vida recebeu em seus quadros na semana passada o flautista venezuelano Edgardo Caraballo, da mundialmente prestigiada Orquestra Simón Bolívar. Já no mês de Abril, Edgardo fará suas primeiras apresentações na cidade de Campos, e em Maio irá lecionar um seminário para flautistas de todo o país em nossa cidade.  A chegada foi a tempo das preparações para o grande Seminário Internacional de Orquestras e Coros que se iniciará no dia 17 de Abril. Acompanhem nosso blog para mais informações em breve sobre o seminário.

 

Seja bem-vindo, Edgardo!

 

Currículo

Executa recentemente parte final de seus estudos musicais na Universidade Centroccidental “Lisandro Alvarado” indo mais fundo em seu desenvolvimento como um músico integrante e profissional.

Ele já participou de vários festivais Winds Madeira e flauta nacionalmente, onde ele teve a sorte de ter recebido master classes com os gostos de Phillipe Bernold, Peter Lukas Graff, Michael Hazen, Davide Formisano e professores nacionais como elas são Raymond Pineda, Enver Cuervo, José Antonio Naranjo, Luis Julio Toro.

Ele participou em 2007 no Festival Internacional de Campus do Jordão, em São Paulo, Brasil, tendo aulas com distinto professor Pierre Yves Artaud, e tocando flauta 2º lugar nas fileiras da orquestra do festival.

No mês de outubro 2005 entra nas fileiras da Orquestra Nacional da Juventude de Caracas e em 2007, ele entrou para a Orquestra Sinfônica Simón Bolívar da Venezuela, onde ele serve como a segunda flauta e piccolista até hoje. Com este último, ele teve a oportunidade de ser dirigido por professores como Sun Kuang, Christoph Penderecki, Fruhber Rafael Burgos, Gustavo Dudamel, Christian Vasquez, Diego Matheuz, Alfredo Rugeles, Pablo Castellanos, entre outros. Ele já percorreu vários países como Suíça, Itália, Argentina, Uruguai, Colômbia e Brasil, com a orquestra dos manuais diferentes diretores.

Ele continua a desenvolver a sua carreira como professor e realização de tarefas em SYSTEM núcleos a nível nacional, promovendo, assim, a formação de jovens promessas da flauta e colaborando com a Fundação em resgatar valores musicais existentes em nosso país.

Núcleo da Baleeira na Folha da Manhã

As crianças da Comunidade da Baleeira ainda têm sonhos. Junte-se à família Orquestrando a Vida para que alguns desses sonhos possam se tornar realidade. Que ainda este ano possamos encher de música e estudo as manhãs destes filhos e filhas de nossa cidade. Ajude! Saiba mais na reportagem do dia 13 de Abril de 2015 na Folha da Manhã no endereço abaixo:

http://www.fmanha.com.br/cultura-lazer/1428859431